Select Language

TRAVÕES DE ESTACIONAMENTO TRASEIROS PARA VOLKSWAGEN PASSAT V

Descarregar PDF

TRAVÕES DE ESTACIONAMENTO/ TRASEIROS

AVISO: Antes de tentar trabalhar no Sistema de Travagem Traseiro do Passat, é essencial que tenha disponível a Interface de Software de Diagnóstico e um carregador de bateria (além das ferramentas habituais da oficina).

O Passat está equipado com um Sistema de Travão de Estacionamento Eletromecânico, que está integrado nas pinças do travão traseiro. É, por isso, um requisito do sistema que seja utilizado um sistema de diagnóstico para retrair os pistões para o corpo da pinça.

O carregador da bateria deve ser ligado à bateria antes de iniciar qualquer procedimento no veículo com recurso ao equipamento de diagnóstico. Isto irá evitar flutuações de tensão na ECU e noutros sistemas de controlo.

Este modelo tem um travão de estacionamento eletromecânico instalado.
As pinças traseiras vêm com dois motores instalados que controlam a operação do travão de estacionamento.

Nota: O ajuste do travão de estacionamento apenas pode ser efetuado com uma ferramenta de diagnóstico, seguindo o procedimento de reposicionamento.

Travões de estacionamento/traseiros: REMOÇÃO

  • Posicione o veículo no elevador.
  • Remova as rodas traseiras.
  • Retraia os pistões utilizando o sistema de diagnóstico e, em seguida, solte os pinos deslizantes da pinça.
  • Remova as pinças e as pastilhas de travão.
  • A pinça deve ser bem limpa de qualquer resíduo do travão, especialmente em todas as superfícies móveis.
  • Os pinos deslizantes devem ser limpos e ligeiramente lubrificados com massa lubrificante de molibdénio para altas temperaturas.

Travões de estacionamento/traseiros: SUBSTITUIÇÃO

  • Empurre os pistões da pinça para a posição inicial.

Nota: Antes de voltar a colocar o pistão no cilindro, retire parte do líquido do travão do reservatório. Se o reservatório estiver cheio, o líquido do travão pode transbordar, provocando danos.

  • Instale as pastilhas de travão no suporte do travão (setas 1).
  • Certifique-se de que as pastilhas de travão estão bem posicionadas nas respetivas placas de retenção (setas 2).

Nota: Se as pastilhas de travão tiverem uma superfície adesiva, certifique-se de que estas não aderem à pinça antes de atingirem a posição correta.

  • Aperte o tubo do líquido do travão ligando-o à pinça, a um binário de 14 Nm.
  • Prenda a pinça do travão, apertando os pinos que deslizam a um binário de 35 Nm.
  • Verifique o nível do líquido do travão e encha, se necessário.

Aviso: Após substituir as pastilhas de travão, pressione totalmente o pedal do travão várias vezes para reposicionar os pistões nas pinças.

REPOR TRAVÃO DE ESTACIONAMENTO

  • Utilizando o sistema de diagnóstico, reponha os pistões do motor do travão de estacionamento para a sua posição inicial.

Nota: Antes de voltar a colocar o pistão no cilindro, retire parte do líquido do travão do reservatório. Se o reservatório estiver cheio, o líquido do travão pode transbordar, provocando danos.

  • Ligue a ferramenta de diagnóstico ao veículo e selecione a função do travão de estacionamento.
  • Reposicione os pistões.

Aviso: O reposicionamento do pistão utilizando apenas a ferramenta de diagnóstico é insuficiente. Pressione o pistão completamente até à posição inicial, retraindo a união através da respetiva prensa (X) (ver figura da página 3).


discos de travão

discos de travão: REMOÇÃO

  • Remova a estrutura da pinça ao desapertar os parafusos de fixação, para dar acesso ao disco do travão.
  • Desaperte o parafuso de localização e remova os discos e as pastilhas de travão.
  • Limpe a pinça de qualquer resíduo do travão, especialmente em todas as superfícies móveis.

Nota: Tente não forçar os discos de travão para fora do cubo da roda: em caso de resistência utilize um produto de remoção de ferrugem.

discos de travão: SUBSTITUIÇÃO

  • Coloque o disco do travão no cubo, certificando-se de que as superfícies de contacto estão limpas.
  • Aperte o parafuso de localização a um binário de 4 Nm.
  • Encaixe as pastilhas de travão de acordo com a secção de instalação da pastilha do travão (página 1).

PRECAUÇÕES OPERACIONAIS

O líquido do travão é higroscópico e deve ser mudado em intervalos regulares. Não utilize um líquido que não esteja em conformidade com as especificações indicadas na tabela. Tenha cuidado para que o líquido não caia acidentalmente sobre peças pintadas, de borracha, plástico e mecânicas.


CIRCUITO HIDRÁULICO

PURGA DA PINÇA DO TRAVÃO

Nota: Operação a realizar em caso de remoção da pinça com revisão do cilindro.

  • Solte o parafuso de purga e, utilizando um reservatório de recolha,
    encha com líquido do travão até que este saia livre de ar do orifício roscado no fim do tubo do travão.
  • Aperte o parafuso de purga.

VERIFICAÇÃO DE FUGA DO CILINDRO PRINCIPAL DO TRAVÃO

  • Desaperte e remova o parafuso de purga a partir de uma das pinças dianteiras.
  • Ligue um manómetro ao componente.
  • Aplique pressão de travagem até alcançar 50 bars de sobrepressão.
  • Durante o teste (mín. de 45 s.) a pressão não deve diminuir em mais de 4 bars; caso a diminuição seja superior a esse valor, substitua o cilindro principal do travão.

PURGA PRELIMINAR

Sequência de purga
  1. purgue em simultâneo o travão dianteiro esquerdo e a pinça direita
  2. purgue em simultâneo o travão traseiro esquerdo e a pinça direita
  • Ligue o dispositivo de purga de pressão e de abastecimento ao sistema.
  • Deixe os parafusos de purga soltos e mantenha os tubos do reservatório de recolha no seu lugar até que o líquido do travão saia livre de ar.
  • Por fim, purgue novamente a unidade hidráulica selecionando o programa específico na ferramenta de diagnóstico.

PURGA REGULAR

  • Ligue o dispositivo de purga de pressão e de abastecimento ao sistema.
  • Solte os parafusos de purga após efetuar a sequência necessária e purgue as pinças do travão.
  • Ligue um tubo flexível adequado ao parafuso de purga. Certifique-se de que o tubo não está dobrado de forma a impedir a entrada de ar no sistema de travagem.
  • Deixe o parafuso de purga da pinça do travão solto e mantenha o tubo do reservatório de recolha no seu lugar até que o líquido do travão saia livre de ar.

PURGA FINAL

Nota: Esta operação requer dois operadores.

  • Pressione vigorosamente o pedal do travão e mantenha-o pressionado.
  • Solte o parafuso de purga da pinça do travão.
  • Pressione o pedal do travão totalmente para baixo.
  • Aperte o parafuso de purga enquanto mantém o pedal pressionado.
  • Solte o pedal do travão lentamente.
  • A operação deve ser realizada 5 vezes para cada pinça do travão.
    1. pinça dianteira esquerda
    2. pinça dianteira direita
    3. pinça traseira esquerda
    4. pinça traseira direita
  • Quando as operações de purga forem concluídas, efetue um teste de estrada no qual ocorra pelo menos uma instância de travagem ABS.

 

LÍQUIDO DO TRAVÃO
Capacidade 1,0 litro
Produto DOT4
Intervalos de manutenção Mude e purgue a cada 2 anos

 

LÍQUIDO DO TRAVÃO DOT4
FBX050 500 ml
FBX100 1 l
FBX500 5 l
FBX2000 20 l

 

NÚMEROS DE REFERÊNCIA DA FERODO
 
Pastilhas de travão FDB1636 FDB4192
Dimensões Jantes de 16" Jantes de 17"
Disco da série N.º DDF1306 DDF1503
Diâmetro do disco (mm) 286 310
Espessura do disco (mm) 12 22
Limite do desgaste do disco (mm) 8 18
Pastilha de travão da série N.º FDB1636 FDB4192
Altura da pastilha de travão (mm) 55,5 56,2
Largura da pastilha de travão (mm) 105,0 105,3
Espessura da pastilha de travão (mm) 16,9 16,8
Limite do desgaste da pastilha (mm) 7,0 7,0
Pinça TRW TRW
Diâmetro do pistão (mm) 38 41
Guias de instalação relacionados
{{lede.date | date:'dd-MMM-yyyy'}}{{lede.tags.length > 0 && lede.date ? ' | ' : ''}}{{lede.tags.join(', ')}}
carregando...